Uma das maiores coisas que podemos aprender com a Kabbalah é como passar pela dor da vida sem sofrer.
O Zohar explica que a dor purifica e remove as cascas de negatividade (klipot) que envolvem nossa Luz interna, e que o sofrimento é a resistência a essa dor.
As klipot são criadas pelos nossos atos negativos, e elas encobrem e limitam o nosso desenvolvimento espiritual.
Elas são barreiras entre nós e a Luz.

Geralmente, vivemos nossas vidas cotidianas com a mentalidade de evitar dor a qualquer custo.
E no instante em que a sentimos, imediatamente procuramos formas de nos anestesiar.
O Zohar ensina que ao resistir à dor, estamos apenas criando maiores problemas para nós no futuro.
A dor é transitória, mas o sofrimento permanece e nos mantém paralisados.
Com klipot se agarrando a nós continuamente—essas cascas negativas dificultam nosso crescimento e transformação.
Mas se quisermos passar para o nosso próximo nível espiritual de consciência, amor, amizades, carreira, precisamos passar pelo doloroso processo de nos separar das nossas klipot.
E nos separamos das nossas klipot toda vez que colocamos todo o nosso empenho em uma tarefa e ela fracassa, toda vez que alguém que amamos vai embora, toda vez que nossa confiança é quebrada – em outras palavras, toda vez que assumimos um risco e nos magoamos.
Ao contrário do que possamos sentir naquele momento, a dor é realmente um sinal de que algo bom está a caminho.
Pense nos momentos dolorosos em seu passado.
O que estou escrevendo faz sentido para você?

Esta semana é importante nos lembrarmos que a dor é boa — são nossas klipot se quebrando.
E quando essa separação nos curar, estaremos mais fortes, mais saudáveis e um passo mais próximos da nossa verdadeira plenitude.

Por: Yehuda Berg

Tenha uma ótima segunda feira

About The Author

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.