Duas pessoas passeavam pelas montanhas. Uma dia, uma delas se abaixou e pegou uma brasa, olhou e mexeu nela por um tempo. As mãos ficaram pretas de tanta sujeira.
⁃ Largue isso, jogue no chão! Que graça tem numa brasa preta? – disse o parceiro da viagem.
⁃ Você não entende, embaixo dessas camadas pretas tem um brilhante tão grande que até um rei se orgulharia de incrusta-lo na sua coroa. Precisa só fazer um esforço para remover os preto.

Assim somos nós, D-s nos manda para este mundo como uma pedra não lapidada, cheia de sujeira. Os perfeitos ficam nos céus com D-s. Ninguém é sem defeitos. Cada um tem uma missão única neste mundo. Um precisa lapidar preguiça, aprender como sorrir e ser bondoso com outros; outro – nervosismo e raiva; terceiro – inveja; amigo dele – paixão pelo dinheiro, honra; arrogância e falta de paciência é o problema de um amigo; e outro precisa lapidar tudo isso junto… A regra é: aquilo que é mais difícil para fazer – lá que precisa trabalhar.
Este trabalho não é nada fácil, porém, precisamos lembrar, que debaixo das camadas pretas vamos descobrir um brilhante! Reuven Segal

About The Author

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.