O Esconderijo Do Altíssimo.

“Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, estará sempre sobre a sua proteção (יֹשֵׁב, בְּסֵתֶר עֶלְיוֹן; בְּצֵל שַׁדַּי, יִתְלוֹנָן.)”
– Tehilim 91:1
Primeiro: Por que o Tehilim (Salmos) 91 é considerado o mais poderoso dentro todos os outros? Alguém poderá responder: Porque é o Salmo dos Anjos! O que me leva à réplica: E por que este Tehilim é considerado o Salmo dos Anjos? Vamos as respostas:
O segredo consiste em gematria que é o cálculo do valor numerológico atribuído às letras da Toráh (alfabeto hebraico) e que são ao todo 23, sendo vinte e duas reveladas e uma letra oculta (ha’ót ne’elam). A palavra da qual se empresta o significado de “Anjo” é “Málach (מַלְאָךְ)” e que significa verdadeiramente “mensageiro (anjo vem do latim “angelus”)”. Malach é escrita com “mem (מַ), lamed (לְ), alef (אָ) e chaf sofit (ךְ) cujos valores numerológicos são 40, 30, 1 e 20 e que, quando somados resulta em 91 e de fato o Salmo fala dos anjos e contem a energia deles, como o verso 11 deixa claro ao dizer “Porque aos teus mensageiros darás ordem a teu respeito, para te protegerem em todos os teus caminhos (כִּי מַלְאָכָיו, יְצַוֶּה-לָּךְ; לִשְׁמָרְךָ, בְּכָל-דְּרָכֶיךָ.)”. Dentro deste verso está o Nome do “anjo” que deve ser ordenado por aquele que possui autoridade para esta realização.
Vamos quebrar o ego religioso: Ninguém pode comandar um anjo sem conhecer o seu nome e a sua função. Não é como no cristianismo onde os cristãos-evangélicos gritam “vai lá anjo do Senhor e quebra ele”. Isto é a mais pura tolice e manifestação do ego.
Agora vamos quebrar o ego do pseudo-cabalismo: Muito se fala na prece do Nome de 42 Letras (Ana Be’choach) e especialmente do segundo verso “Kabel rinat anchá, saguevênu taharêno norá” cuja as iniciais formam “Kerá Satan (Rasga o Satan)”. É claro que este verso e como cada um dos outros contém e carrega a energia de seis anjos e, você sabe quais são os seus nomes? Bem, feita esta introdução, vamos ao que me propus no coração, que é revelar o segredos do primeiro verso do Tehilim 91:
“Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, estará sempre sobre a sua proteção (יֹשֵׁב, בְּסֵתֶר עֶלְיוֹן; בְּצֵל שַׁדַּי, יִתְלוֹנָן.)”. O verso diz “Yoshév (יֹשֵׁב)” que é “sentar, permanecer, habitar” e por último provém da mesma raiz de “yeshivá” que é a “Academia de estudos da Toráh” onde os mestres se sentavam para estudar os seus segredos, e, portanto, compreenda que se refere àquele que se senta e permanece estudando a Sabedoria da Torah, e especialmente a Sabedoria Secreta que é a QABALÁH, conforme vemos a seguir quando diz o verso “be’séter elion (בְּסֵתֶר עֶלְיוֹן)” cuja tradução correta é “no segredo superior (do Altíssimo)” que é o Sêfer ha’Yetzirá (ספר היצירה) – O Livro da Formação – que foi dado a Abraão pelo Anjo Shadai que é o Canal do Anjo Metatron para o mundo, pois o termo “séter (סֵתֶר)” que é “segredo e esconderijo” possui gematria igual a 660 que é o mesmo valor de “Sêfer ha’Yetziráh (ספר היצירה)” e portanto, o verso está dizendo “Aquele que permanece estudando os segredos ocultos do Livro da Formação, sob o conselho (Instrução) de Shadai, estará sempre em segurança”.
Por que “Shadai (שַׁדַּי)” é o canal de Metatron no mundo? Porque Shadai possui a mesma gematria de Metatron que é 314 e este, por sua vez é o valor de “Guilgul Raziel (Reencarnação de Raziel)” indicando que está pessoa que é o canal de Metatron possui, também, uma centelha do Anjo Raziel. E quem é este que possui tão maravilhosa centelha e que se tornar o instrutor dos mistérios divinos para a humanidade? Vamos analisar a gematria:
O verso diz “be’tzël Shadai (בְּצֵל שַׁדַּי)”. A palavra “be’tzël (בְּצֵל)” cujo significado é “à sombra” possui gematria “Mispar Bone’eh” igual a 216 e esta é a mesma de “Ha’Ari (האר”י)” cujo significado é “O Leão” e cujas letras são as iniciais de “ha’Elohai Rabbi Isaac (O Divino Rabbi Isaac) que é o título do mestre Isaac Lúria chamado Arizal (אריזל) e cujas as letras são as mesmas de “Raziel (רזיאל)” que foi o professor de Adão no Jardim do Éden. Já a gematria Mispar Kollel de “betzël (בְּצֵל)” é 123 que é a mesma de “Chaim Vital (חיים ויטל)” o nome do mais proeminente aluno do Rabino Isaac Lúria e a razão pela qual ele veio a este mundo.
Depois do ocultamento do Anjo de Adonai deste mundo, o Mestre Chaim Vital escreveu: “Eu e o Ari somos um (הארי ואני אחד)” e, aqui, revelamos o que antes não havia sido revelado e mais: Quando o Rabbi Isaac Lúria faleceu, sua alma se uniu à alma do Rabino Chaim Vital por Yibur e como o Arizal era a reencarnação do Santo Anjo Raziel, a centelha deste Anjo Sagrado se unificou por “daveká (Aderência) à alma do Rabino Chaim Vital e este é o segredo de “be’tzël (בְּצֵל) Shadai (שַׁדַּי) – à sombra de Shadai” e o Nome Divino Shadai possui a mesma gematria de “Guilgul Raziel (גלגל רזיאל)” que é “uma reencarnação de Raziel” cujo valor é 314 que é Metatron!
Para concluirmos, a palavra final “Yitlonan (יִתְלוֹנָן)” possui o mesmo valor de “shomer (שומר)” que é “proteção” e por isto se diz que “ele estará seguro” e é devido à sua permanência sob o conselho da Sabedoria Escondida da Toráh.

About The Author

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.